Pilea: saiba como cuidar da planta minimalista que virou tendência de decoração

Espécie exige poucos cuidados e deixa qualquer ambiente mais bonito.

0

Você conhece a Pilea peperomioides? A estrutura simples e minimalista transformou a espécie em uma verdadeira tendência de decoração, que está ganhando bastante espaço no mercado brasileiro. A planta produz flores brancas muito pequenas e possui formas naturais, despojadas e com um ar caseiro.

A Pilea é da família das suculentas e apresenta boa resistência em ambientes internos, necessitando apenas de cuidados básicos. Além disso, a espécie não é tóxica para crianças e animais.

Entretanto, a espécie precisa de muita luz indireta, ou seja, ela não pode pegar sol diretamente. Além disso, se você escolher deixar a planta próxima a uma janela ou local onde a incidência de luz é maior em um dos lados, é necessário rotacionar a espécie, uma vez por semana, para que seu crescimento seja uniforme.

É importante lembrar que a Pilea não tolera o solo encharcado. Portanto, você deve regar em torno de duas vezes por semana e pulverizar água nas folhas uma vez por semana, após limpá-las com cuidado.

Ainda que a espécie não necessite de podas, algumas folhas que amarelarem naturalmente podem ser retiradas. Confira algumas imagens para se inspirar e levar a Pilea para sua casa:

Planta pilea
Linda opção para colocar em qualquer cantinho da casa!
Planta pilea
As folhas arredondadas são características da espécie.
Planta pilea
A espécie produz folhas consideradas ornamentais.

Você também pode se interessar por: Conheça o que é jardim sensorial e saiba como fazer um em sua casa

você pode gostar também